A edição 2018 do Salão Internacional de Genebra trouxe novidades para todos os gostos, naquela que foi uma das suas melhores edições de sempre. Aqui vos trazemos as imagens de Genebra e todas, ou quase, as grandes novidades, que se dividiram entre novos modelos e concepts.

Alfa Romeo

A marca italiana do grupo Fiat, levou até Genebra as versões ‘Nring’ para os Giulia Quadrifoglio e Stelvio Quadrifoglio, além de apresentar outras propostas, como o Stelvio Super, o Giulia Veloce Ti e ainda duas versões do 4C – Competizione e Itália. O Stelvio Quadrifoglio ‘Nring’ disponibiliza 510 cv e 600 Nm, sendo o SUV mais rápido da sua classe. Atinge os 284 km/h e necessita de 3,8s para chegar dos 0 aos 100 km/h. A sua produção está limitada às 108 unidades.

Alfa Romeo Stelvio Quadrifoglio

Alpine

A Alpine trouxe até Genebra duas versões do A110: Pure e Légende. Ambas partilham a estrutura em alumínio, utilizando o motor central de 1.8 litros com 225 cv, fazendo uso da caixa de 7 velocidades DCT. As duas versões distam entre si em termos de equipamento, sendo que a Pure é a mais convencional e a Légende a mais sofisticada, nomeadamente pela utilização de bancos Sabelt, interior em couro e cockpit em tons de fibra de carbono.

Alpine A110 Légende

Aston Martin

A Aston Martin levou para Genebra várias novidades, divididas entre concepts, versões de estrada e de competição. Entre os concepts, destaque para o Lagonda Vision, que pressupõe uma nova marca de luxo para os veículos elétricos do construtor, com a designação Aston Lagonda.

Além do Lagonda Vision Concept, é ainda possível ver em Genebra o novo Aston Martin Vantage, assim como duas propostas de competição, o Vantage GTE que irá competir no FIA WEC e o Valkyrie AMR Pro, um modelo que terá a produção limitada a 25 unidades e que consiste num novo conceito aerodinâmico, que utiliza um motor V12 de 6.5 litros com 1130 cv. Deverá superar os 400 km/h de velocidade máxima.

Audi

A Audi leva também várias novidades até Genebra. A maior estrela da marca dos anéis é o novo A6, com honras de apresentação no certame suíço. Fiel às novas linhas do construtor germânico, seguindo a filosofia presente nos novos A7 e A8, o A6 apresenta-se com quatro motorizações disponíveis, o 55TFSI a gasolina e os 40, 45 e 50 TDI.

Também presentes em Genebra estão os protótipos E-Tron, que numa iniciativa muito interessante, podem ser vistos a circular na cidade suiça durante os dias do Salão Internacional.

Bentley

O Bentayga Hybrid foi o grande destaque na área da Bentley. Trata-se de um SUV de luxo de alta performance, que combina dois motores, V6 3.0 a gasolina e elétrico (autonomia de 50 km). A proposta da marca do grupo VW apresenta novidades no sistema de infotainment, com a introdução de um painel E-Motion.

Bentley Bentayga Hybrid

BMW

No vasto espaço reservado à marca de Munique, o grande destaque vai para o aguardado concept do M8 Gran Coupé e o novo X4. O M8 Gran Coupé deverá ter a versão de produção disponível lá para 2019, utilizando o motor de V8 twin-turbo de 4.4 lt.

Relativamente ao novo X4, trata-se da nova versão, 50 kg mais leve que a anterior. Irá utilizar motores de potências entre os 190 e os 360 cv.

Citroën

Um dos grandes destaques da Citroën no Salão de Genebra estava reservado à nova Berlingo, modelo fabricado em Portugal e Espanha, nas unidades de Mangualde e Vigo. Aquela que é a 3ª geração do modelo, deverá chegar aos mercados no segundo semestre de 2018, para já disponível nas versões da carroçaria M e XL (5 e 7 lugares), com motores a gasolina (1.2) e diesel (1.5).

Citroën Berlingo

Cupra

Recentemente apresentada como marca independente da Seat, a Cupra traz até Genebra a sua interpretação – desportiva – para o SUV Ateca. Com óbvios detalhes desportivos que lhe aportam maior irreverência, o Cupra Ateca faz uso do motor 2.0 TSI de 300 cv, acoplado a uma caixa DSG de 7 velocidades, com 4Drive (tração integral).

Também presente nos espaços da nova marca, estava o Cupra e-Racer, o primeiro carro de Turismo 100% elétrico do mundo.

Ferrari

A Ferrari leva a Genebra o modelo com o seu motor V8 mais potente de sempre. O 488 Pista disponibiliza 720 cv às 8000 rpm, com binário de 770 Nm às 3000 rpm, o que lhe permite superar os 340 km/h. Necessita de 2.85s para chegar dos 0 aos 100 km/h.

Ferrari 488 Pista

Ford

No espaço da Ford, a grande novidade é o novo Edge, o SUV mais recente da marca norte-americana, que deverá chegar aos mercados ainda este ano. Entre as principais novidades para este modelo, está o motor bi-turbo 2.0 EcoDiesel, que associado a uma transmissão automática de 8 velocidades e ao sistema de tração “Ford Intelligent All Wheel Drive”, assegura 238 cv.

Embora não se tratasse de nenhuma novidade, presente no espaço do ‘gigante’ norte-americano estava também o Mustang Bullit.

Honda

Para Genebra, a Honda levou a nova versão do CR-V, crossover que tem uma boa história de sucesso. A nova versão promete ser ainda melhor, contando com a opção de 7 lugares e ainda a introdução de um motor híbrido na gama. Esta solução passa pela eficaz combinação do 2.0 i-VTEC com o sistema híbrido Intelligent Multi Mode Drive, que conta com dois propulsores elétricos. Também disponível para o novo CR-V estará um motor 1.5 lt com Turbo.

Outras novidades da Honda no certame são o Civic Type R TCR e ainda os concepts, Urban EV, Sports EV e NeuV, que se estreiam em salões europeus.

Hyundai

Entre as várias propostas que o construtor coreano levou até Genebra, merecem destaque o novo Santa Fé e a versão elétrica do Kauai. A nova versão do Santa Fé conta com um novo motor diesel, de 2.2 litros, com 200 cv às 3000 rpm e 434 Nm de binário. As outras motorizações disponíveis são a gasolina, o 2.4 GDi de 185 cv e 2.0 de 232 cv e a diesel, um 2.0 de 177 cv.

Relativamente ao Kauai Eletric, este contará com duas versões, a mais potente com um pack de baterias de 64 kWh, motor elétrico de 204 cv e binário de 395 Nm e com autonomia para 470 km. A versão base tem 39 kWh, motor elétrico de 135 cv, binário de 395 Nm e autonomia para 300 km.

Italdesign

No espaço da Italdesign em Genebra é possível ver o Zerouno Roadster, que como o nome indica é a versão cabrio do Zerouno. Tendo como base o chassis do Audi R8 V10 Plus, o Zerouno Roadster utiliza um motor do Grupo VAG com 5.2 lt e aproximadamente 610 cv.

Italdesign Zerouno Roadster

Jaguar

A Jaguar levou o seu primeiro veículo elétrico de produção até Genebra. O i-Pace utiliza dois propulsores de zero emissões e tem tração às quatro rodas. A potência gerada pelos dois motores é de 400 cv, para um binário de 696 Nm. Acelera dos 0 aos 100 km/h em 4,8s e atinge os 200 km/h. Tem autonomia para 480 km (ciclo WLTP) e um tempo de carregamento que varia entre os 40 minutos (0 a 80% em carregamento rápido) e as 10 horas (numa qualquer tomada de casa). Esta novidade já está disponível em Portugal, com preços a partir dos €80.416.69.

Jaguar i-Pace

KIA

No vasto espaço da KIA em Genebra, destaque para três grandes novidades: Ceed, Optima e Rio GT-Line. O novo Ceed é fabricado na Eslováquia e deverá chegar aos mercados lá para Junho. Entre as motorizações disponíveis estão o 1.5 TGDI a gasolina (140 cv) e o 1.6 diesel de 115 e 136 cv.

O KIA Optima foi renovado, tendo sido revisto o seu design interior e exterior. Também renovada foi a gama de motores, passando o novo Optima a contar com os blocos 1.6 TGDI de 180 cv e o 1.6 CRDi de 136 cv, entre outras motorizações disponíveis.

Outra novidade, que em Genebra recebeu honras de estreia mundial é o Rio GT-Line, modelo que passará a contar com o fabuloso motor a gasolina 1.0 TGDI de 120 cv (171 Nm), entre outras motorizações disponíveis.

Lamborghini

A casa de Sant’Agatta Bolognese trouxe até Genebra a versão Spyder do Huracán Performante. Este modelo conta com capota em lona, de acionamento elétrico, que necessita de 17 segundos para se mover, conforme a queiramos colocar ou recolher. O motor é o mesmo que equipa o Huracán Performante, um 5.2 V10 de 600 cv (600 Nm).

Lexus

A Lexus foi uma das marcas com mais novidades em Genebra. Ao todo eram três, as novidades presentes nos espaços da marca nipónica: LF-1 Limitless Concept, UX e RX L. O LF-! Limitless Concept fez em Genebra a sua estreia europeia depois de ter sido mostrado ao mundo em Detroit. Este protótipo antecipa a intenção da marca em eletrificar toda a sua gama de veículos nos próximos anos e prevê a utilização de motores a hidrogénio, híbridos e até mesmo a gasolina.

No entanto as grandes novidades em Genebra, eram o UX e o RX L. O primeiro é o novo crossover da marca, versão final de produção do concept apresentado em 2016. O modelo que deverá em breve tomar o lugar até aqui ocupado pelo CT, contará com motores híbridos e a gasolina.

Já o RX L, é o primeiro SUV da Lexus com capacidade para 7 passageiros, ao dispor de uma terceira fila de bancos, com ajuste flexível.

Maybach

A marca do universo Mercedes levou a Genebra o Classe S 560 e S 560 Matic. Estes modelos, 20 cm nais longos que os convencionais Mercedes Classe S, proporcionam maior espaço interior e utilizam motores 4.0 V8 (469 cv) e 6.0 V12 (630 cv).

Maybach S

Mazda

A Mazda trouxe três novidades até Genebra. Da série 6, o construtor de Hiroshima exibiu no certame suíço a nova Wagon, ou seja a carrinha. Aliás, este modelo teve honras de estreia mundial em Genebra. Já a versão Sedan, foi também apresentada no certame, neste caso em estreia europeia.

Nos espaços da Mazda foi também possível ver dois concepts: KAI e Vision Coupé. O KAI antecipa a chegada da nova geração Mazda 3, que já deverá fazer uso das motorizações SkyActiv X, assim como o conceito Sky-Activ Vehicle Architecture.

O Mazda Vision Coupé foi eleito “O Mais Belo Concept do Ano” pelo júri do “Festival Automobile International”. Este exercício do estilo Kodo personifica a linhagem da próxima geração de modelos da Mazda.

McLaren

O grande destaque no espaço que a McLaren preencheu em Genebra era, obviamente, para as várias versões presentes do novo Senna. A marca britânica exibiu a versão de competição e a tão aguardada versão de estrada, com honras de estreia mundial.

O McLaren Senna utiliza o motor de combustão mais potente de sempre da marca, um V8 twinturbo com 800 cv e 800 Nm, números que falam por si das capadidades do primeiro modelo que a casa de Woking associa ao malogrado tri-Campeão do Mundo de Fórmula 1. Este modelo, baseado no 720S tem a sua produção limitada a 500 exemplares.

Outra versão do McLaren Senna presente em Genebra é a Carbon Theme. Como o nome indica, trata-se de uma versão onde predomina a fibra de carbono, que torna este modelo mais leve e com melhor capacidade para, por exemplo, chegar dos 0 aos 100 km/h em 2.8s. Para decorar este carro, a McLaren combina as cores Solar Yellow e Laurel Green, evocando aos tons do capacete do Campeão brasileiro, Ayrton Senna.

Mercedes

A Mercedes levou para Genebra a sua ofensiva anti Porsche Panamera, ou seja, o AMG GT 4 portas. De aspeto imponente, este Gran Turismo de generosas dimensões, faz uso de um novo motor híbrido baseado no bloco V8 4.0 biturbo, com potência a rondar os 805 cv. Na calha estão ainda outras duas motorizações, também híbridas, de 671 cv (30 km em modo 100% elétrico) e 738 cv (40 km em modo totalmente elétrico).

Outra novidade da casa de Estugarda é o novo Classe A (W177), que surge com cirúrgicas remodelações na frente e traseira. Já no interior, o corte com o passado é radical, apostando a marca em apresentar um estilo bem mais moderno, no qual merecem destaque os novos écrans dispostos horizontalmente. Para o Classe A, a grande novidade no capítulo das motorizações é o 1.33 litros do A200, desenvolvido em parceria com a Renault.

Referência ainda para o atualizado Classe C, que a marca também estreia em Genebra. Esta nova versão do C conta com ligeiras alterações no exterior e outras não tão ligeiras no habitáculo. Para o Classe C passa também a estar disponível um novo motor de 4 cilindros com 255 cv.

Nissan

Nos espaços da marca nipónica, mereceu destque o IMx Kuro, presente no certame em estreia europeia. Trata-se de de uma abordagem ao conceito Brain-To-Vehicle (B2V), sistema para plena utilização na condução autónoma, através da interpretação de sinais do cérebro do condutor.

Peugeot

Várias são as novidades da Peugeot em Genebra. Para começar, a marca exibiu orgulhosamente o ‘verdadeiro’ Leão, uma escultura de generosas dimensões, com a qual a Peugeot pretende apelar ao seu ‘orgulho’ e ‘força de excelência’.

Além do Leão e falando de automóveis propriamente ditos, estão expostos em Genebra o novo 508 e o Rifter. O 508 é a mais recente geração da berlina de luxo do construtor francês, que na mais recente geração passa a fazer parte do ‘mundo’ dos coupé de 4 portas. O Rifter está também presente no Salão, em várias versões, incluindo a 4×4 que apresentamos na foto. Outras propostas do construtor francês são o Sea Drive Concept e a Scooter de 3 rodas Metrópolis.

Polestar

A marca saída do universo Volvo leva a Genebra o desportivo, Polestar 1. É a primeira vez que o desportivo híbrido se ‘deixa mostrar’. Esta proposta consiste num automóvel híbrido de 600 cv, com binário de 1000 Nm, através da combinação de um motor de 2.0 lt a gasolina e um motor elétrico de 218 cv.

Porsche

A Porsche levou para Genebra duas grandes novidades, o novo GT3 RS e o Mission E Cross Turismo. Relativamente ao GT3 RS trata-se da versão com motor atmosférico mais potente de sempre na marca, extraindo 520 cv do 4.0 boxer de 6 cilindros. Relativamente ao Mission E Cross Turismo, trata-se de um concept de um veículo elétrico, com 0 emissões e capacidade para chegar dos 0 aos 100 km/h em 3,5s. Chega aos 200 km/h em menos de 12s e tem autonomia para 400 km.

Renault

A marca do losango exibe em Genebra o EZ-GO um protótipo que ‘gira’ à volta do tema da mobilidade elétrica.

Skoda

O Vision X é o concept que a Skoda levou para Genebra e que antevê a 3ª geração SUV para o construtor checo do universo Volkswagen. Com óbvias semelhanças no visual, quando comparado com os ‘manos’ Kodiaq e Karoq, este concept antevê as futuras soluções da marca, nomeadamente através de um novo tipo de sistema de infotainment para o interior. No capítulo da motorização, o Vision X prevê a utilização de um motor híbrido, composto por bloco de 4 cilindros movido a gás natural comprimido, associado a um propulsor elétrico.

No espaço reservado à Skoda também está presente o renovado Fabia, modelo que a marca estreia no Salão. Além de alguns retoques no exterior e interior, o novo Fabia conta com renovadas soluções no capítulo das motorizações, nomeadamente o bloco 1.0 TSI, que com potências de 95 e 110 cv se vai juntar aos dois motores aspirados a gasolina (60 e 75 cv), já presentes na gama de opções a gasolina do pequeno ‘checo’.

Subaru

A Subaru causou algum impacto com a apresentação do concept VIZIV Tourer. Este é o 5º concept da série VIZIV, pressupondo uma carrinha algures no futuro dos modelos da marca nipónica.

Toyota

A grande novidade que a Toyota reservou para a edição 2018 do Salão de Genebra dá pelo nome de Auris. Exatamente, a marca japonesa apresenta no certame suíço a mais recente geração de um dos seus mais expressivos modelos. Naquela que é a 3ª geração do Auris, a Toyota anuncia a presença de um novo motor híbrido 2.0, que será acrescentado ao outro motor já disponível, isto tudo dentro do plano da marca que quer duas opções de motorização (híbrida) disponíveis em toda a sua gama de modelos.

Além do Auris, a Toyota também exibiu os protótipos i Series e Fine Comfort Ride.

Com pompa e circunstância, foi também exibido em Genebra o Gazoo Racing Supra Concept, que mais não é que um estudo de um modelo para competição, que serve ainda para antever o tão aclamado regresso de um dos mais icónicos desportivos da marca, o Supra.

Volkswagen

Presente no espaço da Volkswagen está o ID Vizzion, um concept de um futuro automóvel autónomo, a circular nas estadas entre 2025 e 2030. Este é o quarto concept da série ID do construtor de Wolfsburgo.

Volvo

No espaço da Volvo, exibe-se orgulhosamente a nova V60, que é o mais recente exemplo dos bons ares que se vivem lá para os lados de Estocolmo. A marca está bem e recomenda-se, assim como a notável e crescente elegância dos seus modelos. A nova V60 será a primeira de uma série de modelos da Volvo a contar com motorizações híbridas, a gasolina e a diesel. Ainda mais elegante e confortável, a nova V60 irá dispor de quatro motorizações nesta fase inicial, duas a gasolina e outras tantas a diesel. A gasolina, estarão disponíveis os T5 e T6 de 310 cv. A diesel, as opções são os D3 e D4, com 150 e 190 cv.

Fotos: Newspress