Você está aqui
Home > Novidades > Concepts > Audi Aicon Concept Mostra o Automóvel Autónomo num Futuro Próximo

Audi Aicon Concept Mostra o Automóvel Autónomo num Futuro Próximo

 

Audi_Aicon
Audi_Aicon_7
Audi_Aicon_4
Audi_Aicon_9
Audi_Aicon_5
Audi_Aicon_2
Audi_Aicon_6
Audi_Aicon_3
Audi_Aicon_8

Mesmo ao abrir das portas do Salão de Frankfurt, a Audi irrompe com montras de um futuro não muito distante, no que ao automóvel diz respeito. Decidimos apresentar aqui na OnWheelsTV cada uma delas com o devido e merecido destaque. Assim sendo, aqui está a visão da Audi para o automóvel autónomo, qual sala de estar de ambiente moderno e prático para que o condutor seja apenas um anfitrião, quiçá até um passageiro com password. Aqui está o Audi Aicon Concept.

Esta é a visão da marca de Ingolstadt para um automóvel do futuro, onde o condutor não terá nem volante nem pedais. Este automóvel de 4 verdadeiros lugares, 2+2, transporta-nos para o futuro desta indústria, com um design ultramoderno, vanguardista, baseado em conceitos inovadores e funcionais. Num futuro que se foca no automóvel elétrico, o Aicon Concept promete ter uma autonomia de entre 700 a 800 km, antes de necessitar recarregar baterias.

Numa primeira análise, impressiona pelas generosas dimensões. Esta ideia da Audi tem 5.444 mm de comprimento e na largura também é generoso, com 2.100 mm. A altura é de 1.506 mm, colocando o Aicon em coerência com o segmento D. Não admira, pois neste conceito de carro espaçoso a distância entre eixos, 3.470 mm, faz com que seja 240 mm mais amplo que o atual A8.

Como é obvio, num concept vanguardista, a aposta tecnológica deve ser clara e no Aicon ela não o podia ser mais. Farois não há, aqui a opção são as superfícies visuais inteiramente digitais, onde predominam os écrans de padrão triangular que recriam de forma tridimensional o símbolo Audi AI. As largas centenas de pixéis 3D, agrupados na grelha Singleframe, asseguram versatilidade de gráficos, animações e visuais informativos na cor que se pretender, podendo ser tão eficazes quanto possível, independentemente das condições de luz do dia ou da noite.

Também impressionante é a funcionalidade interior. Começa pela forma como acedemos aos 4 espaçosos lugares deste Aicon – portas opostas que abrem umas para a frente e outras para trás, tornando desnecessária a presença de pilar B. Dentro do carro, dois grupos de bancos bastante amplos e confortáveis que se podem deslocar 500 mm entre as duas posições mais distantes, seja à frente ou atrás. Os bancos tem posicionamentos variáveis podendo até servir de divãs. Podem ainda girar longitudinalmente até 15º. A bagageira disponibiliza generosos 600 litros.

Não há volante, não há pedais, não há botões nem mostradores num convencional painel de instrumentos. O que abunda são as superfícies ininterruptas. Na frente, os dois ocupantes dos bancos dianteiros são como que cercados por uma enorme estante, recheada de informação num display que está por baixo do pára-brisas. O assistente de bordo PIA deste concept reconhece o passageiro/condutor pelo seu telemóvel e ativa todas as configurações a partir daí.

Esta ideia da Audi prevê que no futuro não se circule com a fluidez dos dias de hoje, sendo o enfoque colocado na segurança de automóveis que basicamente nos guiam e isso pressupõe velocidades moderadas e constantes, que podem chegar aos 130 km/h. Os passageiros desfrutam da qualidade e conforto e não têm que passar por momentos de tensão, como por exemplo as travagens bruscas, ou pior ainda, os acidentes, que é algo que no futuro não se prevê possa existir.

A propulsionar o Aicon estão 4 motores elétricos nas zonas do eixo dianteiro e traseiro. As baterias, de carcaça sólida, estão integradas debaixo do solo do habitáculo e têm capacidade energética superior às de lítio. Os quatro motores, cada um para uma roda do Aicon, produzem 260 kW (364 cv) e 550 Nm. A tração integral é variável, controlada eletronicamente.

Fotos: Oficiais/Audi

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top