A actriz sul-africana Charlize Theron foi a ‘starter’ honorária da edição 2018 da 500 Milhas de Daytona, realizadas este fim-de-semana em Daytona International Speedway. A actriz, já galardoada com um Óscar, em vésperas da estreia do seu novo filme, ‘Gringo’, teve a responsabilidade de dar a bandeira verde aos participantes, dando início a uma das provas de automobilismo mais importantes do mundo.

Na conferência de imprensa da sua apresentação como ‘starter’ honorária, Charlize Theron deu a conhecer aos jornalistas presentes as suas raízes familiares, bem dentro do fenómeno automóvel e do desporto motorizado.

“A minha família adorava os desportos motorizados, por isso fui criada numa casa em que estávamos sempre a acompanhar o automobilismo, com corridas na África do Sul e outras sempre a passar na televisão”, disse Charlize Theron. “O meu pai era mecânico e construía carros no nosso quintal, de maneira que toda a cultura à volta dos carros e das corridas sempre me foi familiar”.

Charlize Theron no “Green Flag”

“Vocês têm noção que vêm duma família assim, quando aos oito anos sabem o que faz uma vela de ignição e os vossos amigos não sabem (risos). O meu pai costumava construir uns karts pequenos e eu estava sempre a correr com eles. E ganhava aos rapazes a toda a hora”, referiu a actriz.

Sobra a importante tarefa de dar início às 500 Milhas de Daytona, Theron disse, “estou muito entusiasmada de estar num ambiente destes, num desporto que é verdadeiramente respeitado e vivido de forma apaixonada e gosto muito de estar no meio de uma multidão que vive este desporto de forma tão intensa”.

Fotos: Nascar Media/Getty Images