O triunfo no último Rali de Mortágua recolocou Ricardo Teodósio no comando do Campeonato de Portugal de Ralis, com um total de 70,68 pontos. O popular piloto da Guia tem conseguido aliar a sua conhecida rapidez e espetacularidade à sempre necessária consistência de bons resultados, algo que quer manter no ‘mundialista’ Vodafone Rali de Portugal, por entre as estrelas do WRC.

“Sabemos que, depois de termos ganho dois dos três primeiros ralis, a pressão está do lado dos nossos adversários”, disse Ricardo Teodósio. “Eles é que têm de atacar e nós vamos para o Rali de Portugal focados em conseguir mais uma pontuação importante para o nosso campeonato, mesmo que não seja a vitória. Este é um rali duríssimo e imprevisível, não só pela extensão da prova, com mais de 170 kms de troços cronometrados no CPR, mas também porque os troços têm sempre muitas armadilhas, principalmente nas segundas passagens. Toda a equipa está motivada e a fazer um excelente trabalho, por isso queremos continuar este bom momento”, afirmou o piloto algarvio.

José Teixeira é outra peça fundamental para o sucesso da equipa e também acredita que o Rali de Portugal é um desafio exigente: “Para as equipas do CPR, o Rali de Portugal é uma prova onde é preciso saber gerir as circunstâncias de forma inteligente. O rali é longo e duro, embora todos estejamos na expectativa em relação aos troços de sexta-feira, na região Centro. Vamos dar o nosso melhor até ao final da manhã de sábado, visto que o nosso grande objetivo é concluir a prova do CPR num dos primeiros lugares”, referiu José Teixeira.

Quarta prova do CPR, o Vodafone Rali de Portugal começa com um Shakedown em Paredes na quinta-feira de manhã (30 de maio), disputando depois as primeiras sete classificativas na sexta-feira (31 de maio), destacando-se o regresso à região de Arganil, Góis e Lousã. No sábado (1 de junho), a prova do CPR incluiu mais três especiais, as primeiras passagens pelos troços de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante. Já sem pontuar para o Nacional, o evento prossegue no sábado à tarde e no domingo (2 de junho), dia em que se disputam as especiais de Montim, Luílhas e Fafe.

Texto: Oficial
Fotos: Oficiais