Daniel Ricciardo foi o mais rápido do primeiro dia de testes da temporada de Fórmula 1, em Barcelona. Aos comandos do RB 14, o australiano efetuou a sua melhor volta ao Circuit de Catalunya em 1m20.179s.

A Red Bull Racing está a dedicar muito mais cuidado à preparação da nova temporada de Fórmula 1, na comparação com 2017. Ontem, no primeiro dia de testes em Barcelona, Daniel Ricciardo totalizou 105 voltas ao Circuit de Catalunya, conseguindo ser o mais rápido, com 0.170s de vantagem sobre o Mercedes de Valtteri Bottas e 0.327s sobre o Ferrari de Kimi Raikkonen. O tempo de Ricciardo foi obtido na parte da manhã, com os pneus Pirelli de composto intermédio.

“Estava… frio. Mas fora isso esteve tudo bem”, disse Daniel Ricciardo. “Durante a manhã, enquanto esteve seco tudo correu bem, mas à tarde a pista molhada tornou tudo muito mais difícil. É muito difícil fazer os pneus e tudo o resto funcionar com estas temperaturas, especialmente aqui, em que a superfície da pista também foi toda melhorada. Mesmo assim foi um bom dia e pude efetuar mais de 100 voltas, com uma sequência de 35 voltas seguidas. O carro mostrou consistência e tenho que felicitar a equipa por isso”.

Valtteri Bottas efetuou a segunda melhor marca do dia, também durante a manhã, já que durante a tarde a chuva marcou presença. O finlandês da Mercedes fez a sua melhor volta em 1m20.349s, sendo 0.170s mais lento que o australiano da Red Bull.

“A nossa primeira manhã aqui em Barcelona foi muito positiva”, disse Valtteri Bottas. “Conseguimos fazer tudo o que planeámos. A principal missão durante a manhã foi reunir dados da aerodinâmica, por isso o foco esteve em efetuar voltas a uma velocidade constante. Também consegui efetuar algumas voltas rápidas, embora de manhã isso não fosse muito fácil. Por agora, não nos focámos na performance e ainda não levei o W09 aos limites”.

O 3º mais rápido ontem foi o finlandês da Ferrari, Kimi Raikkonen. Com a equipa transalpina também focada na obtenção de dados aerodinâmicos, Raikkonen fez a melhor volta durante a manhã, com 1m20.506s, ficando a 0.327s do mais rápido.

“O único problema que tivemos hoje foi o tempo”, disse Raikkonen. “Gostei das primeiras impressões no carro, mas ainda é cedo para tirar conclusões, especialmente com as condições atmosféricas de hoje. Estes pneus não foram pensados para trabalhar a 8ºC e esteve difícil para todos hoje. De resto, não nos preocupámos com os tempos, mas sim com adquirir dados e ser consistente. Fomos efetuando algumas alterações, para tentar entender mais o carro, que para já não deu problemas”.

Atrás dos três mais rápidos do dia, Nico Hulkenberg efetuou o 4º melhor tempo (1m20.547s) com o Renault, seguido do seu companheiro de equipa, Carlos Sainz. O Campeão do mundo em título, Lewis Hamilton (Mercedes) foi o 6º mais rápido, seguido do espanhol Fernando Alonso (McLaren).

Fotos: Red Bull/Getty Images/Patrick Lundin, Mark Thompson – Mercedes – Ferrari