André Lotterer

A equipa DS Techeetah prepara-se para o que pretende que seja um E-Prix caseiro bem sucedido, desejosa de recuperar do final da anterior jornada, em Hong Kong, circuito onde André Lotterer foi privado de uma expectável vitória, ao sofrer uma colisão, na penúltima volta, por parte de Sam Bird.

Contando com 11 curvas, o traçado de 2,236 km desenhado em Sanya, capital da Província de Hainan, será o primeiro E-Prix a incorporar a travessia de uma ponte. Hainan comprometeu-se a ser a primeira província do sul da China a restringir, por completo e até 2030, viaturas com combustíveis fósseis das suas estradas, tornando o seu contributo para a Fórmula E algo de particularmente significativo.

Os 150 convidados da equipa DS Techeetah neste E-Prix irão partilhar as emoções desta competição a partir do 48° andar do impressionante hotel Atlantis Sanya, de um dos seus parceiros, tendo vista quer para a pista, quer para o eclético parque aquático.

Mark Preston, Diretor da Equipa disse: “Hong Kong revelou-se um total desapontamento para todos na equipa, já que a vitória era do André, um resultado que ele merecia completamente. Consideramos que o Sam sofreu uma reprimenda muito leve, tendo em conta que ele bateu no André, provocando-lhe um furo e fazendo-o, depois, abandonar uma corrida que tinha liderado ao longo de 28 voltas. De qualquer modo, aceitamos na totalidade a decisão da FIA e já estamos com os olhos postos em Sanya. Continuamos a caminhar para a frente, tendo estado toda a gente na fábrica a recarregar energias e a preparar o E-Prix de Sanya. É justo dizer que estamos todos muito motivados para alcançar uma vitória e seria fantástico conseguir fazê-lo aqui em Sanya, nesta nossa corrida em casa.”
Xavier Mestelan Pinon, Diretor da DS Performance: “A China é o principal mercado mundial para veículos premium e eletrificados, sendo, por isso, um país importante para a implantação internacional da DS Automobiles. Depois de termos ficado tão perto de uma vitória em Hong Kong, foi crucial o tempo que tivemos na semana passada para preparar o E-Prix de Sanya. Todos têm trabalhado a fundo e dado o seu melhor durante as nossas sessões em simulador. O André conseguiu mostrar o caminho a seguir e estamos muito gratos pelo seu excelente trabalho. O campeonato de Fórmula E é árduo, mas temos todas as peças do puzzle nas nossas mãos, cabendo-nos agora conseguir montá-lo.”
Jean-Éric Vergne, piloto do DS E-Tense FE19 #25: “Tive, mais uma vez, um E -Prix de Hong Kong repleto de incidentes, algo que parece não nos largar nesta temporada. Ter dois incidentes no espaço de duas voltas é desanimador, pelo que iremos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que agora possamos ter um bom E-Prix em Sanya. É hora de deixar para trás esta fase de azares e seria muito bom conseguir fazê-lo no nosso E-Prix caseiro.”
André Lotterer, piloto do DS E-Tense FE19 #36: “Apesar de Hong Kong ter sido para lá de decepcionante, já coloquei isso para trás das costas, focando as minhas atenções na próxima jornada, estando mais do que nunca disposto em conseguir esta vitória. O circuito de Sanya integra uma sequência única de curvas muito apertadas no setor 2, feitas a média velocidade, combinada com curvas em carga nos setores 1 e 3. No entanto, o verdadeiro desafio resultará, muito provavelmente, da proximidade da praia, algo que fará variar o nível de aderência ao longo do dia. Seria incrível se, desta vez, conseguisse garantir uma vitíoria em casa.”

Texto e Fotos: ©DS Techeetah