A opção Exclusive do Renault Twingo, apela ainda mais à irreverência de um consumidor jovem, que procura um automóvel diferente e exclusivo. Com caixa automática EDC, tração traseira e um comportamento vivo na estrada, este Twingo é verdadeiramente um ‘bon vivant’.

A Renault já havia revolucionado a abordagem do Twingo, um dos seus modelos mais irreverentes e que sofreu recentemente um ‘reset’, que claramente o dinamizou como proposta, mantendo ainda assim a irreverência que dele fez ícone. A criação de uma versão Exclusive foi ainda mais ao detalhe para propor mais personalidade a um automóvel que se enquadra no estilo de um consumidor jovem, que mais do que um meio de locomoção, vê no seu automóvel a continuação do caráter e estado de espírito que o ‘veste’ a cada dia.

Imagem Alegre

A proposta é simples. Ao forte caráter já presente no novo Twingo, acrescentou-se no capítulo estético, uma imagem mais clássica, retrovisores em preto, o verde pistachio (na unidade ensaiada), um padrão axadrezado nas listas laterais, jantes de liga leve de 16″, vidros escurecidos nas portas traseiras e vidro traseiro, totalmente embutido no portão da mala e, faróis de nevoeiro com iluminação em curva. Com estes ‘pequenos adornos’, o Twingo está mais apelativo, exuberante e menos passível de passar discreto ao olhar do transeunte, mesmo quando este está desatento.

Giro por Dentro

Dentro deste Renault Twingo Exclusive, vive-se alegria. Não é possível deixarmos de nos impressionar com a proposta que, se é dinâmica no ‘appeal’ exterior, não o é menos por dentro. Desde logo, os bancos, com um design de extremo bom gosto, diferente e que conseguem ser ao mesmo tempo masculinos e femininos. O padrão dos rebordos dos bancos que recebem uma tonalidade verde é um ‘must’ de bom gosto, que joga com os quadrados pretos e brandos dos estofos. Encantador!

Além disso, realce para a extrema harmonia estética do espaço interior deste ‘pequeno’ francês, em que o tablier recebe detalhes na cor da carroçaria. O volante está bem posicionado e o condutor não corre o risco de se perder um ‘montanhas’ de informação e comandos, porque elas estão bem compactadas e ‘eles’ são poucos mas os suficientes para que nada nos faça falta em estrada. Os ocupantes dos bancos dos bancos dianteiros desfrutam de conforto e os dos bancos traseiros (apenas dois) estão um pouco mais ‘apertaditos’. No entanto, quem viaja atrás, poderá sempre desfrutar da brisa proporcionada pela ativação do teto de abrir, pois são eles os verdadeiros privilegiados nesses momentos de lazer.

Como é compreensível, a bagageira do Twingo é tímida, disponibilizando apenas 219 litros, podendo estes ser extensíveis a 980, com o rebatimento dos bancos traseiros. Tudo isso acaba por ser compensado com uma imensidão de pequenos compartimentos no ‘habitáculo’, entre eles os porta-objetos disponíveis nas portas dianteiras e traseiras, assim como no painel de bordo e consola central, o porta-óculos ao lado do condutor, etc. opcionalmente, é ainda possível dispor de uma gaveta sob o banco traseiro.

No que diz respeito ao equipamento interior (e não só) disponível para o Twingo Exclusive, pode-se contar com: Volante em couro, Bancos com regulação em altura, Vidros e retrovisores elétricos, Sensor de chuva e luminosidade, Bancos com regulação em altura, Computador de bordo, Função Stop&Start, Modo ECO, Ar Condicionado automático, entre outros. Como extras, tem a Pintura opaca especial (verde pistachio) – €320, o Sistema de ajuda ao estacionamento traseiro – €260, e o Teto de abrir elétrico em lona – €950.

Em Estada – Atrevido e Divertido

Com um motor ‘traseiro’, associado a dimensões extremamente compactas, este Twingo tem que se lhe diga na condução. Não é só o motor que é traseiro, é também a tração, mas isso acaba por só adicionar ao divertimento proporcionado em estrada.

Com um motor que não é muito potente mas encaixa na perfeição neste conjunto, notámos neste Twingo Exclusive nervo e capacidade atlética, embora por vezes isso traga contras no consumo. Mas, não se pode ter tudo.

A caixa, automática, está bem escalonada, obrigando inicialmente a um tempo de habituação, mas nada de grave. O escalonamento das mudanças é longo, a pensar no consumo, mas ajuda ao divertimento de um automóvel que é exemplar nos médios regimes. Também gostámos particularmente da forma como este Twingo reage aos impulsos do acelerador, tirando partido do turbo para nos ajudar a ser esguios e atléticos no trânsito e nas ultrapassagens. Alem disso, com o sol a começar a impor a sua presença, nem sequer abdicámos de uma condução desportiva em montanha, onde mesmo com o teto de abrir acionado, o Twingo mostrou ser um aliado perfeito nas curvas, exibindo todo o dinamismo tão característico dos Renault.

Esta proposta do construtor francês tem um custo de €15.580, aos quais terão que se adicionar cerca de €1.530, se quisermos o tom verde pistachio, o sistema de ajuda ao estacionamento e o teto de abrir em lona. Este último, digam o que disserem, é na nossa opinião imperdível, tal o caráter que acrescenta a este ‘bon vivant’.

Os nossos agradecimentos ao Carvoeiro Clube Group, pela disponibilidade na sessão de fotos do Renault Twingo Exclusive.

Ficha Técnica Renault Twingo Exclusive TCe 90cv EDC

Motor3 cilindros em linha, injeção direta, turbo c/intercooler
Cilindrada (cc):898
Diâmetro x Curso (mm)72,2 x 73,1
Taxa de Compressão:9.5:1
Potência (cv/rpm):90/5500
Binário (Nm/rpm): 135/2500
Transmissão/Direção:Tração traseira, Caixa automática 6 velocidades EDC, Direção elétrica
Suspensão (ft/tr): Independente tipo McPherson/Eixo rígido de Dion
Prestações
0 a 100 km/h (s):10.8
Velocidade máxima (km/h): 165
Consumos anunciados (Urbano/Extra-urbano/Misto (lt/100 km):4.1/6.0/4.8
Dimensões e Pesos
Comp./Larg./Alt. (mm):3595/1646/1554
Distância entre eixos (mm): 2492
Largura de Vias (ft/tr) (mm): 1452/1425
Travões (ft/tr): Discos ventilados/tambores
Bagageira (lt): 219
Depósito (lt): 35
Pneus (ft/tr): 185/50 R16
Peso (kg):993
Preço (€): 15.570

Texto: Jorge Cabrita  Fotos: José Lourenço e Jorge Cabrita