Andrea Montermini/Daniele Di Amato

O RS Racing Ferrari 488 GT3 saiu vencedor da 2ª corrida do GT Open em Paul Ricard. Na prova que concluiu a 2ª etapa do campeonato, Andrea Montermini/Daniele Di Amato saíram vencedores da corrida mais espetacular da temporada, pelo menos até agora.

Andrea Montermini assumiu a liderança a poucas voltas do fim, tirando partido da única hesitação de Lourenço Beirão da Veiga, que vinha liderando de forma irrepreensível no BMW M6 GT3 da BMW Teo Martin, carro que dividiu com Juan Cruz Álvarez. Na fase final da corrida, o Ferrari 488 GT3 da RS Racing estava mais rápido, também tirando partido do desgaste nos pneus do BMW pilotado pelo português. Apesar de mais rápido nas longas retas de Paul Ricard, o BMW sofria já do desgaste de pneus, mas ainda assim Beirão da Veiga conseguiu segurar o degrau intermédio do pódio, superiorizando-se a Fran Rueda/Andrés Saravia em carro idêntico.

Na classe Pro-Am, a vitória pertenceu a Marcelo Hahn/Allan Hellmeister, no Mercedes AMG GT3 da Drivex School, que apesar de ter sofrido uma penalização por Hellmeister ter saído das boxes após a troca de pilotos, cruzando a linha branca e quase provocando um acidente, conseguiu superiorizar-se a Fabrizio Crestani/Miguel Ramos, que levaram o Lamborghini Hurácan GT3 da Daiko Lazrus Racing ao 2º lugar. No derradeiro lugar do pódio da Pro-Am ficaram Toby Sowery/Giuseppe Cipriani, no outro ‘Lambo’ da Daiko Lazarus Racing.

Na classe Am, a vitória foi para Miro Konôpka/Konstantins Calko, no Lamborghini Hurácan GT3 da ARC Bratislava, que se impuseram a Alexander Hirachowina/Martin Konrad, no Mercedes da HTP Motorsport/MS Racing. Os brasileiros Márcio Basso/Thiago Marques, fecharam o pódio no BMW M6 GT3 da BMW Teo Martin.

Uma última referência para a dupla Thomas Jæger/Mario Plachutta, que saiu da pole position para a corrida 2 e liderou até pouco depois da troca de pilotos, graças à fenomenal performance de Jæger, no Mercedes AMG GT3 da Lechner Racing. No entanto, em apenas três voltas, Plachutta, a ‘léguas’ do talento do seu companheiro de equipa, concluiu no muro uma performance deplorável, abandonando quando a dupla era líder destacada da classe Pro-Am.

Corrida 1

Fran Rueda/Andrés Saravia

Fran Rueda/Andrés Saravia levaram o BMW M6 GT3 da BMW Teo Martín à vitória na Corrida 1 da etapa de Paul Ricard, disputada ontem. Após o arranque, em que o Luzich Racing Ferrari 488 GT3 de Michele Rugolo/Alexander West assumiu a ponta após a otenção da pole position durante a manhã, foi logo à segunda volta que a dupla espanhola saltou para a cabeça da corrida, superando o carro vermelho da equipa suiça. Rueda/Saravia não mais saíram da liderança, concluindo a prova no primeiro lugar.

Com a corrida a ser concluída atrás do safety-car, em virtude da chuva que nas últimas voltas assolou Paul Ricard, Damiano Fioravanti/Fernando Rees concluíram na 2ª posição, um justo prémio para a excelente prova disputada aos comandos do Lamborghini Hurácan GT3 da Ombra Racing. Marco Cioci/Mikkel Mac asseguraram o derradeiro lugar do pódio, concluindo uma prestação quase perfeita dos Ferrari 488 GT3 da Luzich Racing.

Na categoria Pro-Am, excelente vitória, a segunda do ano, para Valentin Pierburg/Tom Onslow-Cole, no Mercedes AMG GT3 da SPS Performance. A dupla do carro alemão impôs-se a Michele Rugolo/Alexander West, no Ferrari da Luzich Racing. Fabrizio Crestani/Miguel Ramos fecharam o pódio da Pro-Am, no Lamborghini Huracán da Daiko Lazarus Racing.

Na classe Am, estreantes a vencer, Alex Hirachowina/Martin Konrad impuseram o Mercedes da HTP Motorsport/AMS Racing ao BMW M6 GT3 da Teo Martin, de Marcio Basso/Thiago Marques. Giulio Borlenghi/Andrzej Lewandowski fecharam o pódio da Am, no Lamborghini Hurácan GT3 da Vincenzo Sospiri Racing.

Texto: Jorge Cabrita  Fotos: GT Open