IMSA: Nissan e Tequila Patrón ESM Vencem as 12 Horas de Sebring

0

 

Tequila Patrón ESM Nissan DPi – Johannes van Overbeek/Pipo Derani/Nicolas Lapierre

A Nissan tornou a vencer em Sebring, ontem à noite, na conclusão das 12 Horas de Sebring apresentadas por Advance Auto Parts, naquela que foi a 2ª etapa do IMSA WeatherTech SportsCar Championship.

Caía já a noite num dos mais míticos traçados de automobilismo nos Estados Unidos e no mundo, quando a Nissan interrompeu um jejum de 24 anos sem vencer na pista do estado da Florida. Aos comandos do #22 Nissan DPi da Tequila Patrón ESM, o talentoso jovem brasileiro, Pipo Derani, a fazer equipa com Johannes van Overbeek e Nicolas Lapierre, levou o lindíssimo protótipo verde e preto à vitória, na segunda etapa daquele que é o campeonato norte-americano de Endurance. Derani herdou a liderança a 39 minutos do fim da prova, quando os anteriores líderes, o #10 Konica Minolta Cadillac DPi, tiveram que parar para o último reabastecimento. No final, o Nissan impôs-se por 12.427s ao Cadillac de Jordan Tayler/Renger van der Zende/Ryan Hunter-Reay.

“Trabalhámos todo o fim-de-semana para ter um carro que funcionasse na perfeição e fosse realmente forte durante a noite”, disse Derani. “No entanto, não tínhamos a certeza de o ter conseguido, porque nunca se sabe o que pode acontecer durante a corrida. Mas, fomos capazes de gerir bem”.

#22 Tequila Patrón ESM Nissan DPi: Pipo Derani, Johannes van Overbeek, Nicolas Lapierre

“O nosso carro estava demasiado sobre-virador sempre que estávamos na traseira de alguém”, referiu Derani. “Era rápido mas com ar limpo à nossa frente. Na fase decisiva, quando consegui passar o Felipe Nasr (para a 2ª posição), consegui fazê-lo numa curva lenta. Realmente compensou todo o trabalho que efetuámos no carro, pois na fase final éramos de longe os mais rápidos”.

Numa prova em que a luta pela vitória foi a três, até bem perto do final, o #31 Cadillac DPi da Whelen Engineering Racing, pilotado por Eric Curran/Mike Conway/Felipe Nasr, assegurou o 3º lugar da geral, para um pódio onde só pontificaram protótipos DPi.

CORE Autosport Vence em LMP2

#54 CORE Autosport ORECA LMP2: Jon Bennett, Colin Braun, Romain Dumas

Embora a classificação da prova não faça qualquer distinção entre os protótipos DPi e LMP2, entendemos por bem dar espaço a ambas as classes na nossa curta reportagem do evento.

O primeiro dos LMP2 foi o #54 CORE Autosport Oreca, pilotado por Jon Bennett/Colin Braun/Romain Dumas, que concluiu a prova na 4ª posição da Geral, a 1m16.328s dos vencedores. Foram seguidos pelo #32 Ligier da United Autosports, pilotado por Phil Hanson/Paul Di Resta/Alex Brundle (5ºs da Geral) e pelo #99 Oreca da JDC Miller Motorsports, com Chris Miller/Stephen Simpson/Misha Goikhberg ao volante.

Porsche Vence GTLM

A Porsche saiu vencedora na classe GTLM em Sebring. Apesar de, na qualificação, ser a Ferrari a marca mais forte, na longa prova de 12 horas os carros da marca germânica mais uma vez fizeram valer toda a sua eficácia e a mestria dos seus pilotos, arrecadando para si a primeira e terceira posições. Na vitória, pela primeira vez em Sebring, o trio Patrick Pilet/Fred Makowiecki/Nick Tandy. No entanto, apesar deste trio de pilotos ser só por si uma ‘força da natureza’, o triunfo do 911 RSR não foi fácil, muito por culpa do BMW M8 da Rahal Letterman Lanigan, brilhantemente pilotado por Bill Auberlen/Alexander Sims/Connor de Philippi. No final, apenas 6.230s separaram os dois primeiros.

No derradeiro lugar do pódio, ficaria o outro Porsche 911 RSR oficial, pilotado por Earl Bamber/Laurens Vanthoor/Gianmaria Bruni.

Lamborghini Huracán da Paul Miller Racing Vence GTD

#48 Paul Miller Racing Lamborghini Huracan GT3, GTD: Madison Snow, Bryan Sellers, Bryce Miller

Na classe GTD, reservada aos carros de GT3, foi a Paul Miller Racing quem saboreou o champanhe da vitória, decorria já a noite em Sebring. A prova foi o corolário de uma tática perfeita que fez com que, a menos de uma hora do final, Bryan Sellers rendesse durante um ‘splash and dash’ o jovem Madison Snow. Assim, os pilotos do #48 Lamborghini Huracán, dos quais ainda fazia parte Corey Lewis, conseguiram impor-se, primeiro ao #33 Mercedes AMG da Riley Motorsports, pilotado por Ben Keating/Luca Stolz/Jeroen Bleekemolen (3ºs) e depois ao #63 Scuderia Corsa Ferrari 488, de Cooper MacNeil/Alessandro Balzan/Gunnar Jeanette, que asseguraram o degrau intermédio do pódio.

Portugueses Sem Sorte em Sebring

Foram vários os pilotos portugueses presentes na edição de 2018 das 12 Horas de Sebring. Desde logo, no #5 Cadillac DPi da Mustang Sampling Racing, estavam os vencedores da primeira etapa do campeonato, as 24 Horas de Daytona – Felipe Albuquerque e João Barbosa, acompanhados pelo brasileiro Christian Fittipaldi. A prova não correu de todo bem aos pilotos do #5 Cadillac. Na fase inicial, ainda denotaram bom ritmo, que fazia antever válidas chances de pelo menos lutar pelo pódio, mas com cerca de oito horas de prova já decorridas, João Barbosa não evitou um toque no Oreca da Performance Tech Motorsports, numa altura em que ambos os carros disputavam posição à entrada da reta da meta. Ambos conseguiram regressar à boxe, mas o tempo na reparação do carro em que se falava português não permitiu melhor que o 16º lugar da Geral.

#5 Action Express Racing Cadillac DPi: Joao Barbosa, Christian Fittipaldi, Filipe Albuquerque

Outros dois pilotos portugueses competiram em Sebring, ambos em carros da classe GTD. Pedro Lamy estava no #51 Spirit Of Race Ferrari 488 GT3 que saiu da pole position, graças à performance do seu companheiro de equipa, o brasileiro Daniel Serra. Num carro em que também pontificavam Paul Dalla Lana e Mathias Lauda, as coisas não correram bem e desde cedo o azar foi o incómodo parceiro, forçando a equipa a não fazer melhor que concluir no 28º lugar (12º dos GTD).

Finalmente, no #86 Michael Shank Racing Acura NSX GT3 estava Álvaro Parente, acompanhado de Katherine Legge e Trent Hindman. Na fase inicial da prova, o Acura do português lutou pelos primeiros lugares da classe, mas acabaria por concluir na 8ª posição (24º da Geral). 

Fotos: Courtesy of IMSA