Robert Alon foi o autor da pole position para a Continental Tire Road Race Showcase, 9ª etapa do IMSA WeatherTech SportsCar Championship, que se realiza este fim de semana em Road America. Aos comandos do #85 Oreca LMP2 da JDC Miller Motorsports, carro que divide com Simon Trummer, Alon efetuou a sua melhor volta do Qualifying de ontem em 1m51.933s, deixando Ricky Taylor (Hélio Castro Neves) a mais de 1 segundo (1m53.058s) no #7 Acura DPi do Team Penske.

“Tenho que dar todo o crédito por este resultado ao meu engenheiro”, disse Alon. “Ele é que acertou no setup. Sabíamos que a degradação dos pneus seria muito intensa, pelo que acertámos o carro para ser eficiente nas primeiras voltas. Sabíamos também que em termos de ‘grip’, esta seria a melhor abordagem para os pneus. Ele disse-me para ir para a pista e dar o máximo nas primeiras voltas e o carro fez tudo bem. A afinação estava perfeita”.

Aos comandos do #54 CORE Autosport Oreca LMP2 que divide com Jonathan Bennett, Colin Braun assegurou a terceira melhor marca da sessão, com uma volta em 1m52.340s, ficando 0.090s à frente de Renger Van der Zende (Jordan Taylor), no #10 Konica Minolta Cadillac DPi da Wayne Taylor Racing.

Juan Pablo Montoya fechou o top 5, com uma volta em 1m52.780s, no #6 Acura DPi do Team Penske, sendo 0.033s mais rápido que Oliver Jarvis, no #77 Mazda DPi do Team Joest, carro que divide com Tristan Nuñez.

João Barbosa/Filipe Albuquerque

Com o 7º melhor tempo, ficou a dupla portuguesa do #5 Mustang Sampling Racing Cadillac DPi, com Filipe Albuquerque (João Barbosa) a cravar um tempo de 1m52.867s.

Dirk Müller/Joey Hand

Ford Domina o Qualifying da Classe GTLM

Entre os carros da classe GTLM, o Qualifying de ontem foi totalmente dominado pelos Ford GT da Ford Chip Ganassi Racing. Dirk Müller efetuou o tempo mais rápido no #66 Ford GT que divide com o norte-americano Joey Hand. O alemão cravou uma volta em 2m02.479s.

“Adoro correr nesta pista”, disse Dirk Müller. “Após ter feito a pole aqui nos últimos dois anos, estava a sentir um pouco a pressão. A minha equipa estava a dizer que era fácil fazer três de seguida mas eu disse sempre ‘não não  não’. Achei que não seria o caso. O Qualifying foi difícil pois o tempo mudou para hoje, mas as condições eram idênticas para todos. Temos muita gente talentosa na Ford CGR e na Ford Performance. Nestes últimos dois dias, falámos muito sobre como o tempo influenciaria o resultado no Qualifying e corrida. Por isso, temos trabalhado muito para encontrar a melhor afinação”.

A prestação dos Ford da Chip Ganassi Racing saiu reforçada com a obtenção do segundo melhor tempo, com Ryan Briscoe (Richard Westbrook) a fazer uma volta em 2m02.650s, no #67 Ford GT.

António Garcia (Jan Magnussen) fez o 3º melhor tempo (2m02.746s) no #3 Chevrolet Corvette C7-R da Corvette Racing, seguido de Laurens Vanthoor (Earl Bamber) no #912 Porsche 911 RSR do Porsche GT Team, que não foram além do 4º melhor tempo (2m03.114s). No #4 Chevrolet Corvette C7-R da Corvette Racing, Tommy Milner (Oliver Gavin), fechou o top cinco da classe (2m03.170s).

Patrick Long/Christina Nielsen

Wright Motorsports na Pole da Classe GTD

A pole position na classe GTD, destinada aos carros de GT3, foi para o Porsche 911 da Wright Motorsports, entregue a Patrick Long/Christina Nielsen. Aos comandos do #58 Porsche no Qualifying, Patrick Long cravou a melhor volta em 2m06.593s.

Dominik Baumann (Kyle Marcelli) foi o segundo mais rápido da classe, aos comandos do #14 Lexus RC F GT3 da 3GT Racing (2m06.850s). Na 3ª posição ficou o Lamborghini Huracán GT3 da Paul Miller Racing, entregue a Madison Snow/Bryan Sellers, que rodaram em 2m07.226s.

Cooper MacNeil/Alessandro Pier Guidi, no #63 Scuderia Corsa Ferrari 488 GT3 (2m07.317s) e Ben Keating/Jeroen Bleekemolen no #33 Mercedes AMG GT3 da Mercedes-AMG Team Riley Motorsports (2m07.561s), fecharam o top cinco.

Texto: Jorge Cabrita  Fotos: Courtesy of IMSA e Ford Chip Ganassi Racing