Robert Wickens – Schmidt Peterson Motorsports (foto: Chris Jones)

Robert Wickens começou com o pé direito a sua temporada de estreia na Verizon IndyCar Series, ao assegurar o Verizon P1 Award, atribuído pela pole position para a primeira etapa do campeonato, nas ruas de St. Petersburg. O piloto canadiano estabeleceu o melhor tempo ao traçado da Florida em 1m01.664s, sendo cerca de uma décima de segundo mais rápido que Will Power, no carro do Team Penske.

Naquela que é a sua temporada de estreia na ‘Indy’, após vários anos como piloto da Mercedes no DTM, Wickens mostra-se bastante competitivo logo no início do campeonato. A sessão de Qualifying de hoje, disputou-se em condições difíceis, com parte da pista molhada e outra seca.

“Foi o caos, metade da pista seca, metade molhada”, disse o canadiano da Schmidt Peterson Motorsports. “Mas gosto da pista assim. Desde criança, em toda a minha carreira, sempre me saí bem neste tipo de condições. A equipa também trabalhou bem, ajudando-me a extrair o máximo do carro da Lucas Oil, ao mesmo tempo que me colocaram na pista na hora certa para tirar o melhor partido dos pneus”.

Will Power – Team Penske (foto: Chris Owens)

Will Power levou o Chevrolet do Team Penske ao segundo melhor tempo, sendo seguido por outro “rookie#, Matheus Leist no carro da A.J. Foyt Enterprises.

Os outros três pilotos a conseguir um lugar nos Fast Six para a corrida de amanhã foram, Jordan King (Ed Carpenter Racing), Takuma Sato (Rahal Letterman Lanigan Racing) e Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport).

Fotos: IndyCar Media