Nissan e ICNF Estabelecem Protocolo LEAF4Trees

0

 

Paulo Salsa (ICNF) e António Melica (Nissan), hoje na assinatura do protocolo para o projeto LEAF4Trees.

A Nissan, o ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, oficializaram hoje o protocolo do projeto LEAF4Tress, numa cerimónia que decorreu em Lisboa, no Salão do Marquês do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

Na cerimónia, que incluiu a assinatura do protocolo, estiveram presentes o Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, assim como o responsável máximo da Nissan em Portugal, Antonio Melica e ainda o Presidente do Turismo do Centro de Portugal, Dr. Pedro Machado, assim como Paulo Salsa em representação do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

Miguel Freitas, Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, discursa durante a cerimónia de assinatura do protocolo para o projeto LEAF4Tress.

O projeto LEAF4Trees nasceu de uma iniciativa conjunta do Turismo do Centro de Portugal, em sequência aos grandes incêndios de 2017 e que irá contribuir para a preservação e valorização da floresta portuguesa, através da plantação de milhares de árvores naquela região do país. Esta iniciativa recebeu, posteriormente, o apoio da Nissan, da Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural e do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. Em conjunto, as três unidades preveem plantar 180.000 árvores na Mata Nacional do Pinhal de Leiria.

O que é o projeto LEAF4Trees?

Com base no número de quilómetros percorridos pelos Nissan LEAF e e-NV200 (veículos zero emissões) atualmente existentes em Portugal, considerando o período desde abril de 2017 a março de 2018 (ano fiscal da Nissan) – cerca de 20 milhões de quilómetros – chega-se ao impressionante valor de cerca de duas mil toneladas de não emissão de CO² (tendo como base as emissões médias da Nissan em Portugal em 2017), 103gr/m (de acordo com os dados oficiais da ACAP ). Isto quer dizer que os automóveis zero emissões da Nissan atualmente em Portugal, têm um impacto positivo sobre o ambiente equivalente ao trabalho (nesse mesmo período) de 150 mil árvores. Com base na estimativa de quilómetros que os clientes dos Nissan LEAF e e-NV200 irão ainda percorrer até ao fim do programa (30 de junho deste ano), o valor registado poderá significar um número de árvores a plantar pela Nissan e restantes parceiros no Pinhal de Leiria, na faixa das 180.000.

Dr. Pedro Machado (Presidente do Turismo do Centro de Portugal, Miguel Freitas (Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural), Antonio Melica (Diretor Geral da Nissan em Portugal) e Paulo Salsa (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas), durante a assinatura do protocolo LEAF4Trees.

“O programa LEAF4Trees é um exemplo de como a Mobilidade Inteligente da Nissan levará a nossa liderança e experiência na mobilidade elétrica para o próximo nível, contribuindo para criar um Ecossistema Elétrico que muda profundamente a forma como conduzimos e como vivemos, tornando a vida de todos mais sustentável e emocionante”, disse Antonio Melica, Diretor Geral da Nissan em Portugal.

“O projeto LEAF4Trees é uma iniciativa duplamente positiva, uma vez que, para além de contribuir para promover a diminuição da emissão de gases com efeito de estufa, apoiando a plantação de novas árvores, contribui igualmente para aumentar a fixação de carbono com impacto positivo na mitigação das alterações climáticas”, disse Miguel Freitas, Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural. O envolvimento de empresas de outros setores na promoção e desenvolvimento da floresta é  para o Secretário de Estado, “um importante sinal do seu empenhamento em termos de responsabilidade ambiental e social e uma forma positiva de olhar para a floresta. Importa que todos saibam olhar para a floresta enquanto componente relevante da economia nacional, mobilizando recursos financeiros e estabelecendo uma nova relação com a produção florestal”.

Texto: Jorge Cabrita  Fotos: José Lourenço