A duas especiais apenas da conclusão do Rali de França, Sébastien Ogier lidera de forma confortável, preparando-se para vencer em casa e dar mais um triunfo à M-Sport e ao Ford Fiesta no WRC. O francês tem-se vindo a impor na prova insular, gerindo neste momento um vantagem de 44.5s para Ott Tanak, no Toyota Yaris WRC.

Hoje, o francês e Campeão do Mundo em título, nem sequer venceu qualquer especial, o que contrasta com o que fez ontem, ao concluir em primeiro em três das quatro disputadas. Se ontem, Ogier apenas não venceu na segunda passagem por Piedigriggio – Pont de Castirla, sendo aí batido por Ott Tänak, hoje o francês limitou-se a gerir a vantagem sobre a concorrência. Mestre da estratégia, Ogier chega ao derradeiro dia da prova na sua posição preferida, a de líder confortável.

“Tudo pode sempre acontecer, mas sinto que estou a controlar e que não vou necessitar de correr riscos extra”, disse Ogier. “Sinto-me confortável mas estaria a mentir se dissesse que estou a controlar a 100%”.

Quatro Galos Para Um Poleiro

A luta pelo segundo lugar tem sido intensa mas, a duas especiais do fim da prova, acaba por ser Ott Tänak quem leva a melhor. O estónio da Toyota Gazoo Racing gere uma micro vantagem de 0,1s sobre Thierry Neuville. Aos comandos do i30 WRC da Hyundai Motorsport, Neuville tem estado em plano de evidência, chegando mesmo a ocupar o segundo lugar na prova, embora em acesa disputa com Kris Meeke, no Citroën C3 WRC. Com o britânico a abandonar, após bater forte com o C3, quando ouviu mal uma nota ‘cantada’ por Phil Nagle e com Neuville a sofrer de problemas na direção do Hyundai i30 durante a tarde, acabou por ser mesmo Ott Tänak a segurar, para já, o segundo degrau do pódio provisório.

O quarto elemento desta luta tem sido o finlandês Esapekka Lappi, noutro Yaris WRC da Toyota Gazoo Racing. Após alterar substancialmente a suspensão do Toyota Yaris WRC, a confiança de Lappi nas estradas da Córsega ganhou novos ânimo, levando-o a vencer duas das cinco especiais de hoje, mais concretamente Cagnano – Pino – Canari 2 e ainda Novella 2. Atualmente, com o abandono de Meeke, Lappi está na 4ª posição, com 51.8s de vantagem sobre Dani Sordo (Hyundai).

Do 6º ao 10º lugar na prova, estão Elfyn Evans (Ford), Andreas Mikkelsen (Hyundai), seguidos dos três líderes do WRC 2, Jan Kopecky (Skoda), Fabio Andolfi (Skoda) e Ole Christian Veiby (Skoda).

Loëb a Vencer Três Especiais

Depois de no dia de ontem ter abandonado a prova na sequência de um despiste, Sébastien Loëb retornou à mesma no dia de hoje, marcando a primeira posição em três das cinco especiais disputadas. No ano em que regressou episodicamente ao FIA WRC, o alsaciano, nove vezes Campeão do Mundo, continua a ser um ‘monstro’ de talento nas estradas. Marcou o melhor tempo em Cagnano – Pino – Canari 1 e nas duas passagens por Desert des Agriates.

Fotos: M-Sport, Toyota Gazoo Racing, Hyundai Motorsport e Citroën Racing