O piloto da Cimed Chevrolet Racing, começou a corrida na primeira fila ao lado de Daniel Serra, que saiu na frente e liderou as primeiras voltas. Felipe Fraga pressionava Serra e perto da metade da corrida, Serra saiu de frente na curva e Fraga assumiu a liderança. Durante a paragem obrigatória, Serra chegou a superar Fraga, mas em pista, Fraga recuperou a posição e seguiu com tranquilidade para a sua 14ª vitória na carreira.

“Nem eu sei”, comentou Fraga, sobre a ultrapassagem em cima de Daniel Serra após o ‘pit stop’. “Eu sabia que a gente tinha que ganhar essa corrida se a gente quisesse ficar na disputa com o Daniel”.

Daniel Serra terminou em segundo, seguido por Max Wilson, Cacá Bueno e Cesar Ramos.

Apesar de ser inverno, a etapa em Campo Grande foi sob um Sol forte e 30 graus de temperatura ambiente. Daniel Serra, o líder do campeonato, começou na frente e se manteve pela ponta na largada, seguido por Felipe Fraga e Lucas Di Grassi. Com 15 minutos de prova, Felipe Fraga colocava pressão em Daniel Serra, os dois destoaram à frente e Caca Bueno aparecia 3.6s atrás do líder. Dois minutos depois, Daniel Serra espalhou (saiu largo) na curva, Felipe Fraga se aproveitou para assumir a liderança.

Com 20 minutos para o fim, o boxe foi aberto para as paragens obrigatórias. Daniel Serra foi um dos primeiros, Felipe Fraga ficou na pista e entrou na volta seguinte. Na saída, Fraga perdeu a posição de pista para Serra, mas na mesma volta, Fraga foi para cima e recuperou a posição fazendo a ultrapassagem por fora.

Quando o ciclo de paragens acabou, Felipe Fraga voltou a liderar o pelotão. Restando 14 minutos para o fim, era seguido por Daniel Serra, Cacá Bueno, Max Wilson e Thiago Camilo. A corrida seguiu em bandeira verde, Felipe Fraga cruzou a linha de chegada 1.8s à frente Daniel Serra para ficar com a vitória na corrida 1.

Texto: Wellingson De Souza Fotos: Stock Car/Vicar (Fernanda Freixosa, Duda Bairros)