Kauki Nakajima/Yuhi Sekigushi, aos comandos do #36 au TOM’s Lexus LC500 foram os vencedores das 500 Milhas de Fuji (International Speedway), 5ª prova do campeonato Super GT. Após o drama que viveram na etapa anterior, na Tailândia, quando ficaram parados sem gasolina na última volta de uma corrida que lideravam, os dois talentos japoneses levaram desta feita de vencida a concorrência, após uma performance que compensou na fase final da corrida.

Começando a prova na 4ª posição, Nakajima/Sekigushi por duas vezes, quando já haviam recuperado até ao 2º posto, acabaram por tornar a baixar várias posições, sempre por terem problemas com um dos pneus traseiros, aquando das paragens na boxe. Na fase final da corrida, acabaram por assumir a liderança, à 148ª volta de 172, quando o #12 Calsonic IMPUL Nissan GT-R de Daiki Sasaki/Jann Mardenborough perdeu 3 minutos nas boxes, para reparar a quebra de um tubo do intercooler.

Nas útimas voltas da corrida, a dupla do Lexus baixou ritmo para gerir os travões, vencendo com 1.564s de vantagem sobre os campeões em título, Ryo Hirakawa/Nick Cassidy, no outro Lexus LC500 da TOM’s (#1).

“Para mim foi um alívio vencer esta corrida em Fuji, pois acho que não o fazer seria o fim da nossa temporada”, disse Kazuki Nakajima. “É a primeira vitória para esta equipa e a primeira ‘dobradinha’ para o Team TOM’S. Lamento pelo Team IMPUL (Nissan), que com problemas nos entregou a liderança, mas acho que o nosso carro estava um pouco mais rápido que o deles”. Sobre a vitória, Yuhi Sekigushi disse, “estou muito satisfeito com esta primeira vitória no ano para a TOM’S., que também me trouxe o meu primeiro pódio. Durante toda a prova a equipa reportou que os meus travões não estavam bem e principalmente no último ‘stint’, eu estava a travar mais cedo e com muito cuidado e atenção. Esta dobradinha é muito importante para a equipa”.

A fechar o pódio ficou o #17 Keihin Honda NSX-GT de Kodai Tsukakoshi/Takuya Kogure, que após largarem da 14ª posição, em consequência da ausência no Qualifying por problemas de motor, recuperaram até ao 3º lugar.

Tomoki Nojiri/Takuya Isawa foram 4º no #8 ARTA Honda NSX-GT, seguidos de Naoki Yamamoto/Jenson Button no #100 RAYBRIG Honda NSX-GT.

Numa prova que não trará boas recordações aos carros da Nissan, o melhor da marca foi o #24 ADVAN GT-R de João Paulo de Oliveira/Mitsunori Takaboshi.

3ª Vitória do Ano Para o ARTA BMW M6 em GT300

Shinichi Takagi/Sean Walkinshaw levaram o #55 ARTA BMW M6 GT3 à terceira vitória do ano na classe GT300 do campeonato Super GT. Após assumirem a liderança da prova à oitava volta, quando ultrapassaram o #25 HOPPY 86 Toyota de Takamitsu Matsui/Sho Tsuboi/Tsubasa Kondo (pole position), a dupla do BMW laranja e preto não mais largou a primeira posição. Optando por dividir em tempos iguais os 4 ‘stints’ pelos dois pilotos, a ARTA venceu após exibir total domínio, ao ponto de dar uma volta de avanço ao 2º classificado, o #0 Goodsmile Hatsune Miko Mercedes AMG GT3 de Nobuteru Taniguchi/Tatsuya Kataoka.

“Na etapa anterior (Tailândia), éramos segundos e um furo lento hipotecou um bom resultado. Mas, desta vez em Fuji, onde sempre andei bem, pude ter uma nova perspetiva em que tudo correu bem”, disse Shinichi Takagi. “Acabar fora dos pontos na Tailândia acabou por não ser assim tão mau, pois acabámos por não ser penalizados no peso”. Sean Walkinshaw disse, “tive a meu cargo os 2º e 4º ‘stints’. O Shinichi fez uma excelente partida e abriu um fosso que eu depois pude ampliar. O resultado na Tailândia deixou-nos um sabor amargo , mas esta vitória mudou a nossa disposição. Eu sinto-me muito bem agora”.

A dupla do lindíssimo #0 Mercedes AMG GT3 havia saído da 4ª posição para a prova de 500 milhas, logrando concluir na frente do ‘irreverente’ #31 Toyota Prius da apr GT, entregue a Koki Saga/Kohei Hirate, que em Fuji assegurou o terceiro pódio da temporada.

Haruki Kurosawa/Naoya Gamou levaram o #65 LEON CVSTOS Mercedes AMG GT3 ao 4º lugar, sendo seguidos do #25 Hoppy Toyota 86 (GT) de Takamitsu Matsui/Sho Tsuboi/Tsubasa Kondo.

Texto: Jorge Cabrita  Fotos: Super GT, Toyota Gazoo Racing, BMW Motorsport)