Teste Volkswagen Golf 1.5 TSI (150cv): Convincente!

0

 

Testámos o ‘ultimo grito’ dos motores de tecnologia ‘common-rail’ da Volkswagen. Agora presente na gama do Golf, o 1.5 TSI de 150cv traz inúmeras mais valias ao modelo mais icónico da marca. Além do dinamismo já tradicionalmente disponibilizado pelo popular modelo de segmento médio da casa de Wolfsburgo, esta nova motorização garante notável prazer de condução e economia de combustível, muito além do esperado num bloco a gasolina. Ficámos convencidos!

Estamos mesmo numa nova era dos motores para automóveis. Já lá vai o tempo em que, na opção por motores performantes e económicos, tínhamos que estar focados nas propostas a diesel. A Volkswagen, muito também em resultado dos problemas provocados pelo polémico ‘dieselgate’, acabou a explorar novas soluções de gestão e performance para os seus motores a gasolina. A chegada da motorização 1.5 TSI, com 150cv, vem mostrar que o caminho para o futuro é animador. Testar esta proposta, também já presente no icónico Golf, foi para nós um privilégio. Que magnífico automóvel este. Já éramos um pouco fãs do conceito sempre atual do Golf. Com este motor? Fomos literalmente conquistados!

Sempre Elegante e Atual

Geração após geração, o Volkswagen Golf permanece sempre mais elegante, sobrevivendo ao passar do tempo, assim como ao cada vez mais exigente olhar crítico do consumidor, constantemente tentado com inúmeras propostas de tantos outros construtores, cada vez mais interessantes, difíceis de resistir e de escolher. Atraente, o Golf não envelhece, pelo contrário, permanece jovem e pleno de personalidade, num dinamismo que já se tornou parte do seu forte caráter.

As marcas alemãs conseguem sempre que os seus automóveis sejam uma extensão da personalidade da população geral daquele país. O Volkswagen Golf é disso um bom exemplo, não só mas também na estética. O forte caráter, o orgulho e a altivez está expressa em cada traço do Golf. Honesto, propõe ser – e na nossa opinião consegue – um automóvel de linhas modernas e simples, sem eufemismos, capaz de garantir segurança, conforto e alegria ao exercício da condução. O Volkswagen Golf é daqueles carros que, por mais que o vejamos na estrada, em diferentes cores e públicos, nunca nos cansa e sempre nos impressiona. É um automóvel especial!
A versão do Golf TSI de 150cv que pudemos testar, tinha ainda a mais valia de ser ‘apimentada’ com o kit estético R-Line, que se traduz num ainda maior dinamismo de linhas, enriquecidas no detalhe para proporcionar acrescentada energia, ao estilo desportivo. Especificamente, em termos estéticos, esta versão R-Line conta com, entre outros detalhes estéticos e dinâmicos: Faróis dianteiros em LED com luzes de curva dinâmicas, Faróis traseiros em LED escurecidos e com indicadores de direção dinâmicos, Grelha do radiador preta com inserção cromada e logotipo R, Para-choques em design desportivo, Discos de travões com pinças a preto com logotipo R a branco, jantes de liga leve “Cadiz” 7,5jx18″ em pneus 225/40 R18.
O Volkswgen Golf 1.5 TSI, ‘vestido’ de R-Line, mantém a elegância e sobriedade do modelo tradicional, mas recebe subtis detalhes de agressividade que lhe propiciam mais pulmão e porte atlético. Visto de qualquer ângulo, este modelo de virtude preenche a estrada.

Bonito Por Dentro

Nem foi necessário mexer muito no interior desta abordagem R-Line ao Volkswagen Golf. À sobriedade e elegância já presente no modelo, a marca tratou de adequar alguns detalhes que o ‘enriquecem’ e enaltecem a sua irreverente personalidade.

É algo que não se explica, mas dentro do Golf (tal como na generalidade dos carros alemães) sentimos uma robustez como que tradicional. É algo que se vive, não se explica, mas que é palpável. Relativamente ao interior desta versão, o mesmo adiciona à sobriedade e elegância presente no modelo tradicional, alguns retoques de requinte desportivo que lhe ‘ficam a matar’. Pessoalmente, quero realçar a excelente posição de condução, assim como o notável posicionamento e manuseamento de todos os ‘apetrechos’ necessários a esse exercício, tais como o volante, manete da caixa DSG e etc. Ótimo é também o sistema de multimédia que nos permite, entre outras ‘coisas’, gerir o som, navegação telefone e outros ‘luxos’. Aquilo com que os que optarem pela versão R-Line deste Golf 1.5 TSI poderão contar é, entre outros equipamentos já presentes noutras versões: Inserções decorativas ‘Carbon Touch’ no painel de bordo e guarnição das portas, Inserções ‘Piano Black’ no painel de bordo e consola central, Estofos em tecido de padrão ‘Race’, laterais em alcântara com logotipo ‘R’ nos bancos dianteiros, Sistema de navegação ‘Discover Media’ e app ‘Connect’.

Em Estrada – Que Espetáculo!

Embora este Volkswagen Golf valha pelo todo, foi no comportamento em estrada que notámos os pontos de viragem no nosso tradicional gosto pelo modelo da casa de Wolfsburgo.

Falemos um pouco do motor que dá vida aos 150cv, extraídos a partir de um bloco de 1.495cc. Este 1.5 litros disponibiliza os 150cv na faixa das 5000 às 6000 rpm, a partir de um bonário de 250 Nm, que está disponível desde as 1500 até às 3500 rpm. Quer isto dizer que temos torque disponível desde muito cedo em qualquer uma das mudanças (automáticas) deste Volkswagen Golf, que se torna performante sem ser necessário estarmos sempre a reanimá-lo com a chamada ‘uma abaixo’. Aliás, isso nunca aconteceu nas largas centenas de quilómetros com ele efetuadas nas nossas mãos.

Gostámos realmente das sensações em estrada, proporcionadas por este ‘musculado’ 1.5 TSI, ‘vestido’ de R-Line. O modo como o motor trabalha traduz-se por uma enorme suavidade, com a aceleração a ser sempre bastante progressiva. Com o binário a entregar disponibilidade a baixas rotações, temos sempre motor, em qualquer mudança, para rapidamente reagir em estrada, mesmo quando buscamos vigor e uma atitude desportiva. A caixa, automática, responde rapidamente e quase nunca nos deixa ‘cair na tentação’ de fazer um uso, digamos que sequencial, já que utiliza um ‘rapport’ que, se não é perfeito, é quase!
Rápido, mesmo tendo em conta que se trata de um automóvel que tem 1,790 kg, com um motor de 1.5 litros, este Golf TSI nunca se torna aborrecido em estrada, nem o seu motor demasiado ruidoso por eventualmente estar em esforço. Até porque não está em esforço. Necessita de 8.3 segundos para chegar dos 0 aos 100 km/h, atinge os 216 km/h e, nas nossas mãos, consumiu em média uns 5,6 l/100 km, com emissões de entre os 114 e os 116 g/km. A tudo isto junta-se ainda um comportamento em estrada notável, maravilhoso em curva, muitas vezes nos fazendo esquecer que este, na realidade, não é um desportivo!

Conclusão: Talvez a Perfeição Não Exista, Mas…

O Volkswagen Golf 1.5 TSI DSG (150cv) R-Line tem um custo de €31,307.95. Na nossa opinião vale o preço e é uma proposta completa, com imagem de requinte, aliada à tradição de qualidade (que mantém na íntegra) do mítico modelo Golf, ao qual se associa um motor com performance e economia, que proporciona prazer de condução, facto que é ainda reforçado pelo notável dinamismo de um chassis que funciona na perfeição. Vale, sem mais rodeios, as 5 estrelas que decidimos atribuir, meramente porque as merece!

Texto: Jorge Cabrita  Fotos: José Lourenço