Brett Moffitt começou a corrida apenas na 16º posição, não marcou pontos no primeiro estágio e terminou na sexta posição no segundo estágio. Começou o derradeiroo estágio na liderança e garantiu a segunda vitória na temporada.

No primeiro estágio, a vitória ficou com John Hunter Nemechek, que superou Matt Crafton quando restavam apenas dez voltas para o fim. Stewart Friesen terminou em terceiro, seguido por Johnny Sauter e Noah Gragson.

As estratégias mudaram o panorama e, no fim do segundo estágio, a vitória ficou com Stewart Friesen, que deixou Noah Gragson e John Hunter Nemechek para trás em menos de duas voltas, se aproveitando da batalha dos dois. Depois segurou Nemechek nas voltas finais, para ficar com a vitória.

Para conquistar a sua terceira vitória na Camping World Truck Series, Brett Moffitt contou com a sorte para estar no lugar certo e hora também, já que Matt Crafton perdeu o controlo do carro após furar um pneu. Crafton saiu de frente, levando com ele Stewart Friesen e John Hunter Nemechek, os três acabando no muro.

Sem os favoritos, restou a Brett Moffitt segurar a pressão imposta por Noah Gragson no último estágio. Gragson não conseguiu se aproximar o suficiente para realizar a ultrapassagem, restou uma derradeira chance quando ‘mergulhou’ ao estilo Carl Edwards para tentar a vitória, quando decorria a última volta. Mas como Edwards, Gragson também não conseguiu evitar o muro, bateu e a vitória ficou com Brett Moffitt.

“Isso é tudo”, disse Moffitt, que liderou as ultimas 76 voltas. “Estar em meu estado natal e no fim de semana do dia dos pais, meu pai fez tudo pela minha carreira a vida toda”.

Noah Gragson, que tentou realizar a ultrapassagem na ultima volta dando um mergulho surreal, terminou na segunda posição.

“Corrida no estilo vídeo game”, comentou Gragson. “É divertido correr nessa pista, eu fui para lá, faltou pouco para conseguir ultrapassar”.

Harrison Burton, o autor da pole position , que saiu da primeira posição para a prova, veio a concluir no derradeiro lugar do pódio, o seu melhor resultado após dez corridas disputadas na categoria. O jovem de 17 anos chegou a liderar durante 30 voltas, perdeu a posição em pista, mas se recuperou na fase final da corrida.

Início da corrida em Iowa Speedway

Corrida

Primeiro Estágio  – 60 Voltas

Na largada, quem começou na frente foi Harrison Burton, que conquistou a sua primeira pole na Truck Series. Matt Crafton largou a seu lado, fechando a primeira fila. Burton liderou as primeiras voltas do estágio e à 20ª passagem pela linha de meta, a vantagem para Crafton era superior a um segundo.

Na volta 24, Todd Gilliland aproximava-se de Matt Crafton para brigar pela segunda posição, mas perdeu o controlo do carro e bateu no muro, acionando a primeira bandeira amarela da corrida.

No recomeço, Harrison Burton perdeu a primeira posição após Matt Crafton fazer um “slide job” na curva 1. Crafton conseguiu ficar por fora e quando a segunda bandeira amarela, por acidente, foi acionada, já aparecia na frente de Burton, à saída da curva 4. Com Matt Crafton a passar a dominar as ações em Iowa, seguido de John Hunter Nemechek que também havia passado Burton. Stewart Friesen era quarto. Pouco depois, Harrison Burton e Stewart Friesen começaram a se aproximar para brigar pela liderança, mas John Hunter Nemechek finalmente conseguiu fazer a ultrapassagem a Crafton, restando dez voltas para o fim do estágio. John Hunter Nemechek liderou as ultimas  voltas do estágio e ficou com a vitória, seguido por Matt Crafton, Stewart Friesen, Jonny Sauter e Noah Gragson, estes dois também já tendo superado Burton.

John Hunter Nemechek

Segundo Estágio –  60 Voltas

Os pilotos líderes foram para as boxes e Matt Crafton foi o mais rápido, saindo na frente de Stewart Friesen, Noah Grason, Johnny Sauter e John Hunter Nemechek.

Noah Gragson começou o estágio na quarta posição, assumiu a liderança e aí ficou por sete voltas, que foi quanto demorou para John Hunter Nemechek ‘pular’ da quinta para a primeira posição. Stewart Friesen aproveitou a batalha e subiu de terceiro para a liderança uma volta depois. Friesen segurou a pressão imposta por John Hunter Nemechek e ficou com a vitória no segundo estágio, seguido por Myatta Snider, Jesse Little e Johnny Sauter.

Stewart Friesen

Derradeiro Estágio – 80 Voltas

Brett Moffitt começou a último estágio na liderança. O piloto local passou a ter companhia de David Gilliland, mas este não era uma ameaça eminente. Na volta 137, Matt Crafton perdeu a frente do carro e ‘levou’ consigo Stewart Friesen, John Hunter Nemechek e Ben Rhodes. Aparentemente, um furo foi a causa do acidente de Crafton.

Brett Moffitt passou a dominar a corrida, restando 30 voltas para o fim. Apenas 15 carros estavam na mesma volta e o líder não se conseguia livrar de Noah Gragson. E Gragson ‘apertou o passo’ para tentar tirar a vitória de Brett Moffitt, embora sem sucesso. A Gragson restou a ‘louca’ manobra de tentar um “dive bomb” na ultima curva. Gragson mergulhou pela linha de dentro, fez a ultrapassagem, mas não conseguiu segurar a frente do carro, bateu no muro e Moffitt conseguiu recuperar a ‘ponta’ para ficar com a vitória.

Texto: Wellingson De Souza  Fotos: NASCAR Media/Getty Images (Robert Laberge, Matt Sullivan, Sarah Crabill)