A Hyundai prepara-se para apresentar o primeiro modelo da sua próxima geração SUV. Mesmo antes dessa apresentação, o construtor coreano aproveitou um evento de antestreia em Seul para proporcionar um primeiro vislumbre sobre a próxima geração de veículos fuel cell da marca. O SUV exibido durante o vento, ainda sem designação, era uma versão quase final, personifica as incríveis capacidades do modelo ao mesmo tempo que revela o seu design futurista. O novo modelo incorpora o compromisso da Hyundai para com uma nova era de desenvolvimento de veículos ecológicos.

Quarta geração do sistema fuel cell

O novo SUV apresentado é o segundo modelo a hidrogénio da Hyundai a ser produzido para comercialização incorpora a quarta geração de tecnologia fuel cell a hidrogénio. O veículo, as suas capacidades e tecnologia fuel cell são resultado da evolução do trabalho inovador da Hyundai, a nível global, no que diz respeito a pesquisa, desenvolvimento e programas de análise. Este novo modelo vem reforçar a liderança da marca em sistemas de motorização baseados em fuel cell, que surge após a experiência adquirida com o primeiro veículo deste tipo a ser produzido em massa, em 2013.
O novo modelo fuel cell foi desenvolvido com base em quatro pilares cujo foco é a eficiência do sistema fuel cell, a performance (potência máxima), resistência e densidade do depósito.

Eficiência do sistema fuel cell – Ao melhorar a performance do fuel cell, reduzir o consumo de hidrogénio e otimizar os componentes chave, a eficiência do veículo melhora bastante quando comparada com o antecessor, o ix35 Fuel Cell (Tucson Fuel Cell em alguns mercados). O novo SUV exibe um nível de eficiência de 60%, uma melhoria de 9% relativamente aos 55,3% do ix35. Com a eficiência do sistema otimizada, para o novo modelo prevê-se uma autonomia de cerca de 800km num único carregamento (de acordo com o ciclo NEDC, o que corresponde a 580km com base nos standards de teste coreranos).

Performance (potência máxima) – A potência máxima deste modelo tem um aumento de 20%, comparada com o modelo anterior, ostentando uns impressionantes 163cv de potência. Este SUV fuel cell também apresenta melhorias na sua capacidade de arranque em frio, ultrapassando as contrariedades que os veículos fuel cell enfrentam em trabalhar a temperaturas abaixo do ponto de congelação. O veículo foi otimizado para ser utilizado em – 33 graus Celsius, ao incorporar componentes chave na pilha de combustível desenvolvida pela Hyundai. Para além de melhorar as capacidades do novo modelo, os componentes melhorados – tais como a MEA (conjunto de elétrodo e membrana) e placas bipolares – ainda permitiram reduzir os custos de produção.

Texto e Fotos: Hyundai