A Toyota anunciou no Japão, a semana passada, que a sua estratégia passa por massificar a produção de veículos elétricos para a década de 2020 a 2030. Esta estratégia tem o foco na aceleração significativa do desenvolvimento e lançamento de veículos híbridos (HEV – Hybrid Electric Vehicles), híbridos plug-in (PHEV – Plug-in Hybrid Electric Vehicles), veículos 100% elétricos (BEV – Battery Electric Vehicles) e veículos a pilha de combustível (FCEV – Fuel Cell Electric Vehicles).

Desde há algum tempo focada em criar automóveis cada vez mais evoluídos e ‘amigos’ do ambiente, a Toyota lançou em outubro de 2015 o Desafio Ambiental Toyota 2050, visando a máxima redução possível no impacto ambiental negativo, causado pelo fabrico e condução dos veículos, pretendendo ao mesmo tempo contribuir para a realização de uma sociedade sustentável. É objetivo da marca nipónica, reduzir em 90% as médias de emissões globais de CO² dos veículos novos, relativamente aos níveis obtidos em 2010.

Eletrificar Toda a Gama Toyota e Lexus

Em 2030, a Toyota pretende ter atingido o objetivo de vendas de 5,5 milhões de veículos elétricos, um milhão deles correspondentes a modelos de zero emissões. O objetivo passa também por ter todos os modelos da Toyota e Lexus disponíveis com uma versão eletrifica até 2025. Esse objetivo será atingido através do aumento do número de modelos HEV, PHEV, BEV e FCEV, assim como com opções de versões com este tipo de motorizações.  Não haverá qualquer modelo nas duas marcas sem versões elétricas.

Veículos Zero Emissões

A marca pretende também acelerar a produção de veículos 100% elétricos (BEV), prevendo ter mais de 10 modelos disponíveis a nível mundial até 2020. O primeiro mercado a receber estes novos produtos será o chinês, seguindo-se gradualmente o Japão, India, Estados Unidos e Europa. Também na década de 2020, a produção da gama de veículos a pilha de combustível (FCEV), será alargada aos ligeiros de passageiros e veículos comerciais.

Híbridos HEV e PHEV

Consciente da forte implantação que as propostas HEV e PHEV já vão tendo no mercado automóvel, a Toyota pretende também alargar a gama de veículos que combinam motores elétricos a motores a gasolina (sistema atualmente presente no Toyota Prius). A marca vai mais longe e pretende, nalguns modelos, ter uma versão híbrida mais potente disponível, permitindo aos seus clientes escolher entre as duas, algo que até aqui ainda não existe no mercado. Também a gama de híbridos plug-in (motor a gasolina com elétrico de carregamento externo) será alargada até 2020.

Todos estes objetivos serão possíveis de concretizar, fruto do intenso desenvolvimento que a marca tem aplicado na produção de novas baterias sólidas, tecnologia que pretende comercializar em 2020. A Toyota está também a desenvolver uma parceria com a Panasonic, para dar início a um estudo de viabilidade para um negócio conjunto de baterias prismáticas. O objetivo passa pela capacidade de, num futuro próximo, ser possível produzir a bateria prismática de referência na indústria automóvel, dessa forma contribuindo para a massificação dos veículos elétricos, não só da Toyota como também de outras marcas automóveis.

Sempre com a preocupação ambiental, está também nos planos da Toyota o desenvolvimento de uma infraestrutura social propícia ao alargamento do uso de veículos elétricos, o que incluirá sistemas para a reutilização e reciclagem de baterias, promoção de estações de recarga elétrica e reabastecimento de hidrogénio, através da cooperação ativa com autoridades governamentais e empresas especializadas.

Fotos: Toyota